mppu international

twitterfacebook

imagevideopoliticsforunity

 Visão, histórias e perspectivas para uma política de unidade

Está crescendo o número e a complexidade dos assuntos e das instâncias que colocam à prova o papel da política no mundo moderno. Mas, ao mesmo tempo, crescem também as competências e as experiências de muitos atores sociais que, como protagonistas da vida civil, cultural e econômica, sabem propor respostas inovadoras, sobre as quais é possível fundamentar e reconstruir continuamente a convivência. Isso significa participar, até o ponto de influenciar diretamente sobre a organização e os conteúdos das opções públicas e, desse modo, cooperar ativamente com quem tem o dever de decisão. Decidir participar não é simples retórica ou ideologia vazia. Desejamos que se torne o primeiro instrumento de uma ação política a serviço das comunidades, com o objetivo de:
•    Construir políticas locais, nacionais e internacionais justas, eficientes e eficazes, a partir das necessidades dos mais fracos.
•    Conferir força à função da política diante das organizações financeiras e econômicas.
•    Propor e experimentar práticas e modelos de nova governança, à altura de atualizar até mesmo o sistema de relações internacionais.
•    Trabalhar não apenas pela paz, mas por uma plena fraternidade entre os povos.
 É necessária a contribuição de todos em favor de uma sociedade melhor. Que caminhos posso percorrer?
•    Interessar-me pelos problemas de quem vive no meu condomínio, no meu bairro.
•    Aceitar os deveres decorrentes da vida civil.
•    Desempenhar com honestidade e profissionalismo o meu trabalho.
•    Saber quem são e manter-me informado a respeito do que fazem os representantes eleitos.
•    Protestar quando assisto a um gesto de prepotência, de abuso ou de violência.
•    Multiplicar os canais que utilizo para obter informações sobre a atualidade.
•    Gastar tempo para me comunicar pessoalmente e não apenas através das mídias sociais.
•    Cuidar dos bens públicos e denunciar seu mau uso.
•    Argumentar e saber apresentar publicamente as minhas opiniões.
•    Renunciar a uma parte de meus recursos e partilhar com quem é necessitado.
•    Escutar e iniciar um diálogo com quem não partilha minhas ideias.
•    Estudar e pesquisar a fim de melhorar a vida de muitos.
Alguns jovens estudantes do Instituto Universitário Sophia, Loppiano, Itália, respondem.
E você?

condividi questo articolo

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.