mppu international

twitterfacebook

notícias

É intitulada “Together fo a new Africa” a primeira escola de liderança para líderes jovens do continente africano. Participaram mais de 100 de doze países.

“Encontra a tua paixão, independente de qual seja, assumi-a e deixe que se transforme em ti. Verás coisas grandes acontecerem contigo, contigo e graças a ti”. Estas palavras de Allan T. Armstrong resume muito bem o sentido da escola de liderança à qual participaram mais de 100 jovens líderes provenientes de doze países da África do Leste e da República Democrática do Congo no início de janeiro. O curso realizou-se na Mariápolis Piero, a Mariápolis Permanente dos Focolares no Quênia. Trata-se de uma série de Summer School com um nome promissor“Together for a new Africa”, juntos por uma nova África.

Melchior Nsavyimana, jovem especialista em política do Burundi e atualmente docente e coordenador do Institute for Regional Integration/Catholic University of Eastern Africa é um dos pioneiros do curso. Explica que o objetivo deste primeiro encontro foi “aprofundar e fazer a experiência de uma liderança que, enraizada nos valores do continente africano, responda aos desafios de hoje. Uma liderança que se exprime de modo comunitário e construa a comunidade, com os instrumentos e as linguagens da fraternidade universal. “Se é esta a questão que temos para o nosso futuro, este deve ser o nosso compromisso hoje, valorizando os fundamentos da cultura da unidade”.
Na organização deste primeiro encontro um verdadeiro network composto pelo Instituto Universitário Sophia, com a coolaboração do Movimento político pela unidade, com a ONG New Humanity e a cooperação da Unesco, e o apoio de Cáritas e Missio.

Tudo começou há alguns anos por iniciativa de um grupo de estudantes africanos do Instituto Universitário Sophia que decidiram empenhar-se por uma nova África, começando pela trasformação e pela renovação cultural das suas lideranças.

Vinte professores da África oriental, da República Democrática do Congo e de Sophia iniciaram o primeiro ciclo de uma formação trienal interdisciplinar e intercultural sobre temas relativos à cidadania responsável, à liderança e à uma cultura de fraternidade, para enfrentar com uma consciência iluminada as feridas do continente.
“A viagem está no início”, lê-se na página Web da escola, onde os jovens promotores explicam a intenção do projeto: “A África (em particular a oriental) é submetida a uma série de mudanças demográficas, políticas, sociais e culturais muito complexas. Um dos efeitos é o clima de incerteza que se instaura. Muitas vezes os jovens não têm os instrumentos necessários para compreender as mudanças que acontecem e permanecem passivos diante das perguntas confusas de políticos, de grupos armados, de multinacionais, etc.

É por isso que nós, jovens africanos, formados no Instituto Universitário Sophia entendemos que é nossa responsabilidade, juntamente com os jovens africanos, decider que África queremos para o futuro, como propõe a Agenda da União Africana para o ano 2063. Queremos dar aos jovens africanos uma formação integral sobre a liderança responsável e criar uma rede entre eles para agirmos juntos pela África que queremos”.

Stefania Tanesini

condividi questo articolo

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

imagevideopoliticsforunity

 Visão, histórias e perspectivas para uma política de unidade
 

To follow us, just find

  Europe time to dialogue

on Facebook

Pubblicazioni

Disarmo

 co governance

17-20 GENNAIO 2019

Castel Gandolfo

Roma - Italia

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.